terça-feira, 29 de abril de 2014

IDENTIFICANDO O COLÉGIO, E OUTROS MAPEAMENTOS

CORREDOR DO COLÉGIO ESTADUAL GOTTLIEB MUELLER, Ronel Corsi 2014





 Compartilhando conhecimentos sobre Colégio Estadual Gottlieb Mueller.

Colégio Estadual Gottlieb Mueller
Rua Bom Jesus de Iguapé, 3333 - Boqueirão, Curitiba - Paraná, Brasil
Seu comentário
Escola Publica pertencente a Secretaria de Estado da Educação do Estado do Parana





DISCURSO DE INAUGURAÇÃO DA ESCOLA ESTADUAL GOTTLIEB MÜELLER Discurso proferido pelo neto e representante da Família “Gottlieb Müeller”

Data de Inauguração do Colégio Esgtadual Gottlieb Mueller     Curitiba, 16 de fevereiro de 1979.   

Entre Vilas, Hauer–Boqueirão 

Foto Acervo e Memoria do Colégio Estadual Gottlieb Mueller

Convite para a  Inauguração da Escola Estadual Gottlieb Müller em 16 de Fevereiro de 1979

Convite para Inauguração do Colégio Estadual Gottlieb Mueller, data 16 de Fevereiro de 1979, Documento Acervo da Memoria do CEGM. foto Digitalização Ronel

Dados Memorais Contidos no Acervo do Colégio Gottlieb Mueller

Discurso proferido pelo neto e representante da Família “Gottlieb Müller”

Sr. Secretário de Educação
Sr. Secretário da Indústria e Comércio
Sr. Prefeito
Sr. Presidente da FUNDEPAR
Autoridades presentes
Senhores, Senhoras e jovens.
Em nome dos descendentes de GOTTLIEB MÜELLER, alguns presentes nesta solenidade, nos cabe agradecer a este gesto, que muito nos emociona.
GOTTLIEB MÜELLER, como muitos o sabem, foi o pioneiro da Indústria Metalúrgica no Paraná, há 100 anos.
Em sua empresa promovia o aprendizado aos jovens, formando profissionais, e ainda dando assistência medica, muito antes da existência de órgãos competentes e capacitados que temos atualmente.
Por essa razão afirmamos que o seu esforço pioneiro, que foi para ele uma satisfação, se encontra hoje recompensado, com o seu nome neste estabelecimento de ensino.
Nos leva a crer que com esta sua atitude na época passada, jamais imaginou que seria honrado com tamanha glória.
Em nome de GOTTLIEB MÜELLER e seus descendentes o nosso,
Muito Obrigado!
Agradecimento no ato da inauguração
Por: ADOLFO OSMARIO MÜELLER


Solenidades de Inauguração do Colégio Estadual Gottlieb Mueller em 16 de Fevereiro de 1979
Foto Acervo do CEGM.



Fachada do Colégio Estadual Gottlieb Mueller, Foto Ronel Corsi 2013


Detalhe  de parte da fachada  do Colégio Estadual  Gottlieb Mueller,Ronel Corsi  2014
Detalhe da Sala de Administração do Colégio  Estadual Gottlieb Mueller em 2014. foto Acervo Ronel Corsi

HISTÓRICO DO PATRONO DO COLÉGIO ESTADUAL GOTTLIEB MUELLER




Patrono da Escola"Mueller"Companhia MarumbY Gottlieb  junto aos irmãos Mueller (hoje o local é o Shopping Mueller).


Documento Biográfico, que traz informações sobre o Patrono da Escola, Acervo Documental do Colégio  Estadual Gottlieb Mueller.





Propaganda para Exportação, Da Companhia Industrial Marumby, MUELLER & IRMÃOS


Fig 1 Homenagem  a 100 anos da  metalúrgica  Mueller & Irmãos  data de inauguração  inicio como ferraria 1878,

Fig 2 Homenagem ao fundador da Metalúrgica Mueller & Irmãos. Gottlieb Mueller , Nascido em 1843 e Falecido em   1902

Homenagem aos Alunos que adquiram bom empenho em todas as disciplinas de Estudos no Colégio Estadual Gottlieb Mueller no Ano de 2014, Acervo Pedagógico CEGM.












   

Atividades Artísticas dos Alunos no decorrer do Ano Letivo de 2014



Inspiração na logo marca DO COLÉGIO GOTTLIEB  MUELLER, Desenho Priscila do 9º Ano "B" 2014


Atividades Curriculares, Desenho Daielly Lazarrotto  7º Ano "B" 2014


                                               
                        Atividades Curriculares  em  Arte, professor Ronel, ano da Copa do Mundo de 2014
                                              



Atividades Curriculares, Desenho kaiane dos Santos Vieira   7º Ano  2014



Atividades Curriculares, Desenho Alana Veiga de Ramos   7º Ano  2014
















 

terça-feira, 22 de abril de 2014

Metalúrgcica Mueller & Irmãos


CLICAR SOBRE /SHOPPING CURITIBANOS

, FONTE : Blog Vida Urbana




Metalúrgica dos Irmãos Mueller – 1878   hoje Shopping Mueller
Três centenárias construções da capital paranaense terão a história contada em um documentário, que será lançado nesta quarta-feira na Cinemateca. “Curitiba – Sinais dos Tempos” mostra o passado e o presente da antiga metalúrgica dos Irmãos Mueller, da Estação Ferroviária e do Quartel do Comando da 5ª Região Militar. Estes locais viraram shoppings centers, mas tiveram mantidas as fachadas, como conta a diretora do documentário, June Meireles.

 fonte/ foto Metalúrgica Mueller & Irmãos


Estação Ferroviária de Curitiba, 1885

Estação ferroviária de Curitiba – 1885.

Estação ferroviária de Curitiba – 1885.

Estação Ferroviária, hoje Shopping Estação, em frente a praça Eufrásio Correa Entorno do Colégio Xavier da Silva

 

 

Estação ferroviária de Curitiba – 1885.

Quartel do Comando da 5ª Região Militar, 1886, hoje Shopping Curitiba. 



Narradores de Javé FILME

  1. Caro (a) aluno (a), para pensarmos um pouco mais sobre nosso estudo sobre patrimônio, você assistirá ao vídeo a seguir que nos auxiliará a reflexão sobre Lugares da memória, narrativas e história oral que tratam o patrimônio cultural articulado as identidades locais e a construção de memorias coletivas. 
  2. Titulo Veiculo Narradores de Javé Youtube 
  3. Gênero e Tempo de Duração Drama 100 minutos
  4.  Narrativa Filme Modos do uso da Câmera ( detalhes de como se concretizou a filmagem e cenas) Utilização de planos abertos (como o plano geral absoluto). Os planos fechados são recorrentes, pois visam aproximar o espectador do drama vivido pelos personagens. 
  5.  Data Roteiro Lançamento no Brasil 2003 Eliane Caffé e Luiz Alberto de Abreu
  6.  Observação: Percepção e memória, comunicação entre as pessoas, leituras.  
  7. Bom filme 



  • O filme, nacional dirigido por Eliane Caffé e Daniel Resende, retrata a história de um povoado do Vale de Javé, situado no sertão baiano, que está prestes a ser inundado para a construção de uma enorme usina hidrelétrica. Diante dessa situação terrível, a comunidade se reúne para discutir diversas formas de como resolver o problema. De acordo com os moradores o ideal seria preparar um documento oficial, com narrativas de todos os grandes acontecimentos heroicos de sua história, justificando sua preservação, ou seja, o importante é provar que o local abriga um patrimônio que não pode ser perdido e, por causa disso, decidm escrever os feitos da história de Javé, na esperança de impedir o tal desastre. 
  • PROBLEMAS ENCONTRADOS
  • Mas naquele lugarejo, poucos frequentaram uma escola, poucos sabiam escrever, mas mesmo assim foram à procura de alguém que pudesse registrar. Surge então um candidato, que era o Antônio Biá, antigo funcionário da Agência de Correios do local, e expulso do vilarejo por ter ele um péssimo habito de circular cartas inventadas por ele falando mal da vida alheia. Porém, muito a contragosto, é escolhido para escrever o tal livro "científico", ou melhor, o da "salvação", como os moradores dizem.
  •     OBJETIVO E META DE ANTONIO BIA
  •  Escrever a história de Javé e salvá-la do afogamento é a sua oportunidade de ficar de bem com o povoado que lhe condenou. Surge, desde então, uma problemática disputa entre a história oficial e a história oral, incluindo, desta forma, a presença da oralidade e escrita no filme, assim como as tradições e culturas. O antigo funcionário do correio Antônio Biá, vai conhecendo a fundo as fantasias, as memórias e as lembranças do povo de Javé. Mas a escrita destas histórias, tão diferentes de um conto para outro, não estava fácil, nada encaixava aos fatos, pois as mesmas eram contadas pela oralidade em diferentes versões, variando de narrador a narrador. Surge então, uma pluralidade de fatos lendários. Além disso, entre tantas, outras narrativas locais, surge também os contos e causos de outro homem chamado Zaqueu, o qual viveu em transito buscando mantimentos para a população em outros lugarejos, portanto tinha ele outras versões para contar. Portanto, isso pode nos indicar que sua versão também seria o fruto de uma série de outras versões.
    • DIFICULDADES DE ESCREVER OS FATOS, OS QUAIS REALMENTE ACONTECERAM
  •  Por causa disso o escritor se vê entre essa impossibilidade de colocar no papel os relatos grandiosos dos moradores e, futuramente, o progresso destruidor e irremediável estava próximo de se concretizar. Diante dos relatos imagináveis e lendários e impossibilitado de produzir algo convincente para salvar Javé da inundação, o letrado entrega um livro em branco para a população.
  • Texto Fonte: Adaptado do Video de “Narrativa de Jave”.
  • Disponível em:< https://www.youtube.com/watch?v=Trm-CyihYs8> Acesso em: 15/12/2013

  • TROCA DE IDEIAS

  • Após o filme, o que você achou sobre as características estilísticas do enredo e da sua narrativa, você observou com atenção a música (trilha sonora do filme) ? Dará pra você falar sobre? A montagem, a movimentação das câmeras e seleção de tomadas. O que você achou da abordagem do filme Narradores de Javé? Você notou que trata-se de uma produção nacional com muito humor, mostrando como foco principal a construção da memória social, de um território, destacando uma certa época? Você acha as ações apresentadas no vídeo, poderão ser pensada em nosso projeto, em relação as interpretações históricas adaptadas a outros lugares, como por exemplo escolas, ou outros lugares específicos? E você atentou a importância de se contar ou de preservar a história das instituições antes que tudo venha a baixo e torne-se uma lacuna oculta para as gerações futuras?

  • E você, notou no filme que o Antonio Bia teve dificuldades em escrever a historia narrada pela oralidade. Você acha que as pessoas em seus contos e casos, traziam a ele fatos ( ) reais ( ) imaginários. Por que?
  • .
  • Se você, fosse levantar dados da historia oficial do seu Colégio, como e a quem você deveria recorrer, discuta com seu grupo quais seriam as ações que poderiam tomar para dar inicio a narrativa da instituição de ensino que você pertence?

  • Como fazer para contar a história de fatos que acontecem atualmente em seu onde estuda ou em outros Colégios? Como e de que modo você poderia fazer o registro.
  • Se você fosse convocado a contar detalhe existente em um colégio que visitará como descrever ? O que você precisaria para que os fatos sejam reais ao contrario do que aconteceu em Javé?

  • Diante de uma estrutura de organização, partindo de um objeto que se encontra inservível no estabelecimento de ensino, ex. um aparelho de mecanografia que servia para rodar provas estêncil no passado. Você poderia dar algumas sugestões? Com certeza alguns professores e funcionários do Colégio poderão, fazer algumas narrativas a respeito, de como era preparado as provas e exercícios para atividades, como até mesmo apostilas.
Slides Narrativa
       https://pt.slideshare.net/MichelineGuelry/narradores-de-jav



domingo, 20 de abril de 2014

Fayga Ostrower, Paixão Pela Arte

Escola Tradicional, Escola de Padres, para o Gênero Masculino, Disciplina, Rigor, Modelos do passado, Arquitetura. , Mobiliarios

A cena, antes da aula, um apito, alunos tomam distância fazem fila, cantam o hino italiano, depois se deslocam de forma ordenada para as salas de aula, também no decorrer eram observados pelo diretor, através de um binóculo. 

  • Levantar dados sobre a Arquitetura
  • Observar com atenção a  forma da arquitetura da escola  ( em U),vejam que se trata de um monumento,bem como de uma escola bem estruturada em 3 pisos. Veja com atenção, as janelas e escadaria. 
  • Sala de Aula
  • A sala de aula ampla, bem como as carteiras antigas, para dois alunos,  na parede atrás da sala cabides onde os alunos colocavam seus agasalhos.Também vejam o piso elevado para o professor, e também mapas expostos sobre parede
  •  Análise a Cena do Filme, e detalhes em sala de aula,bem como o assunto que se tratava a aula.

Metodologia ou tecnologia

sexta-feira, 18 de abril de 2014

O QUE É PATRIMÔNIO CULTURAL



CÉLIA CORSINO, DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL DO IPHAN





Clicar sobre o link  para averiguar historia conceitos e definições  sobre o Patrimônio 


Clicar sobre o o link , para escutar  Audio Abaixo para saber das novidades e cuidados com a preservação de escolas no Litoral Paranaense, que serão restauradas tal qual as sete aqui da Capital, as quais fazerm parte do Projeto e Mapeamento., Escolas Tombadas pelo Patrimônio Histórico

quinta-feira, 10 de abril de 2014

ESSAS ESCOLAS MARCARAM REGISTROS DE SUA HISTÓRIA E A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO PARANAENSE

Como seria a educação, no momento histórico, inicio do Século XX, Considerado um símbolo para a escola primaria? Quando o Grupo Escolar Xavier da Silva foi Inaugurado em 1903 tinha como objetivo de servir de modelo para futuros grupos. O contexto da época envolvia um cenário de transição e dificuldades financeiras que eram empecilhos para a construção de novas escolas, enquanto isso, as existentes não eram satisfatórias. 


 Até a data de 1903 somente existiam na cidade de Curitiba, escolas em pequenos compartimentos, como é o caso dos Antigos Grupos Escolares: Tiradentes, Grupo Escolar Carvalho e o Grupo Escolar Oliveira Bello. Observação: todos demolidos.


Abaixo vejam fachadas das Antigas Edificações Demolidas


  • Histórico da Escola Tiradentes, este prédio foi construído em 16 de Maio de 1892, na Rua Serrito, Hoje Carlos Cavalcante Centro- Homenagem em sua inauguração 8 de fevereiro de 1895, Ocasião comemorativa do Centenário da Inconfidência Mineira, Primeiro Centenário da Morte de Tiradentes. Esta Construção em 1934 foi demolida., sua localização, Catedral e Estação de Telégrafos . 


 Fig.1 Fachada do edifício: Antigo Grupo Escolar Tiradentes, existente na cidade de Curitiba antes de 1903_Coleção Lysimaco Ferreira da Costa  Hoje Acervo da Casa da Memória em Curitiba.



Fig.2 Fachadas do edifício: Antigo Grupo Escolar Oliveira Bello Coleção :Lysimaco Ferreira da Costa  Hoje Acervo da Casa da Memória em Curitiba.

Fig.3 Grupo Escolar Carvalho existente na cidade de Curitiba antes de 1903, Acervo Casa da Memória Curitiba,da Coleção: Lysimaco Ferreira da Costa


















Abaixo Veja Vídeo e entrevista com a Arquiteta Elizabeth Amorim, documentário do programa "Essa Casa tem História", destacando a memória do Colégio Dr Xavier da Silva, Inaugurado no Inicio do Século XX, em 1903.



Como foi pensando a construção do Grupo Escolar Dr Xavier da Silva, e sua característica arquitetônica destacada sua vista da rua, e mais simples os detalhes no pátio interno, não visto da rua, mas mesmo com corredores altos, bem como o pé direito do edifício bastante alto, arquitetado desta forma para  arejar melhor o ambiente, e proteger todo o espaço de umidade. 

Clicar sobre Localização 




Abaixo vejam imagem que destacam a Arquitetura  do Colégio Estadual Dr Xavier da Silva, resistente até nossos dias, porem faz-se necessário cuidados especiais para este patrimônio.


Fig. Imagem  da década de 30

Desenho da Planta Baixa do Edifício em forma de "L"
                                                   

 Fachada com Balaústre, analisado no Livro de Gaudet, muito utilizado no guarda corpo nas decorações clássicas de edifícios.



Primeiro grupo escolar do Paraná, a atender o ensino primário de modo seriado  inaugurado em 1903, atendeu, nas primeiras décadas, principalmente os filhos do operariado que vivia na região do Rebouças, antigo bairro industrial ao qual a escola está localizada



Fig. Imagem Frontal do Colégio Dr Xavier da Silva constando os adornos principais do Edifício Escolar.
        
  • Em 1903 surge o Grupo Escolar Dr Xavier da Silva, vemos acima na primeira figura a fachada,principal  podemos ver um pouco de uma forma triangular que destaca no centro o ano da inauguração da escola, e abaixo de alguns ornamentos e colunas a qual parece com a Capitel corintio, onde você poderá observar e comparar com a ilustração  de seu lado direito a Coluna que esta em primeiro plano. O nome do Colégio, os quais permanecem intactos até nossos dias. E você deve estar perguntando e a segunda figura o que ela trata? Entre os nomes veja duas colunas vejam o que achei numa pesquisa de um livro que traz os desenhos da arquitetura.
  Colunas gregas, primeira do lado esquerdo/ Dórico, a do  lado direito, Jônico e a do centro Corintio  




 














DETALHES E HISTORIA  DE OUTRAS ESCOLAS ESTADUAIS E PUBLICAS , MAPEADAS



LOGO DA ESCOLA TIRADENTES ,
Localização PRÓXIMO AO SHOPPING MUELLER,


                                                              ANTES

  • Antigo GRUPO ESCOLAR TIRADENTES, 

  • Histórico da Escola Tiradentes, o antigo prédio foi construído em 16 de Maio de 1892, na Rua Serrito, Hoje Carlos Cavalcante Centro- 
  • Homenagem em sua inauguração 8 de fevereiro de 1895, mostra por este Grupo Escolar trouxe o Nome Tiradentes, pela ocasião comemorativa do Centenário da Inconfidência Mineira, Primeiro Centenário da Morte de Tiradentes. Esta Construção em 1934 foi demolida., sua localização, Catedral e Estação de Telégrafos .

 ABAIXO DESTAQUE NA PAREDE DO ATUAL COLÉGIO TIRADENTES,ALGUMAS FOTOS HISTÓRICAS   

Acervo da Memória do Colégio Estadual Tiradentes, destaca a Diretora do Antigo Tiradentes  a Professora Julia Wanderley, a qual destacou se , sendo a primeira mulher a frequentar a escola normal, para professores. foto  Ronel Corsi 2010


DEPOIS



  • Atual Prédio Tiradentes, foto Ronel 2013

  • Em 1952, No Governo de Bento Munhoz da Rocha Netto e Secretario da Educação e Cultural Prof João Xavier Viana, foi solicitada a transferência no terreno na Praça 19 Dezembro.Pensou-se numa linguagem moderna para a Arquitetura, pelo Arquiteto Meister,  Construída para que pudesse ser vista, e por ironia hoje esta construção e toda escondida por Grandes Muros. Sua Localização em área central de Curitiba.Destaca-se pelo seu Design Moderno. Este prédio teve bastante problemas de execução. Olhando a imagem acima, teria que ter um auditório em sua parte superior, o qual não foi construído, ficando um amplo terraço. 

  • Clicar no Link sobre o Disponibilizado de Circulando por Curitiba, Colégio Estadual Tiradentes  Em Abril de 2014 
  • praça 19 de Dezembro em frente o Colégio Tiradentes, foto Ronel  2013


  • Detalhe histórico na Praça 19 de Dezembro, esclarece a homenagem e o nome  da praça, foto Ronel Corsi 2013
Clicar sobre a foto, para analisar detalhes sobre a edificação moderna do Estado do Paraná Inaugurada em 1953

Colégio Estadual do Paraná

Destaque Mapa Localização


Clicar sobre a foto abaixo, para texto e informações sobre Espirais do Tempo.

CEP, foto Ronel Corsi, 2013






Colunas da Arquitetura Clássica


Livro da Editora, Martins Fontes, sobre ornamento e  detalhes Clássicos da arquitetura, encontrados em Escolas Tombadas de Curitiba.

             DETALHES DAS COLUNAS, ACRESCENTADAS NA ARQUITETURA, ORDEM GREGA
CAPITEL DÓRICO , CAPITEL JÔNICO E CAPITEL CORÍNTIO


clicar sobre a Imagem para  sobre o Histórico do  Antigo Gymnasio Paranaense,  hoje esta edificação abriga a Secretária da Cultura
                                                              Antigo Ginásio Paranaense, hoje Secretaria de Cultura do Estado do Paraná