terça-feira, 29 de abril de 2014

IDENTIFICANDO O COLÉGIO, E OUTROS MAPEAMENTOS

CORREDOR DO COLÉGIO ESTADUAL GOTTLIEB MUELLER, Ronel Corsi 2014





 Compartilhando conhecimentos sobre Colégio Estadual Gottlieb Mueller.

Colégio Estadual Gottlieb Mueller
Rua Bom Jesus de Iguapé, 3333 - Boqueirão, Curitiba - Paraná, Brasil
Seu comentário
Escola Publica pertencente a Secretaria de Estado da Educação do Estado do Parana





DISCURSO DE INAUGURAÇÃO DA ESCOLA ESTADUAL GOTTLIEB MÜELLER Discurso proferido pelo neto e representante da Família “Gottlieb Müeller”

Data de Inauguração do Colégio Esgtadual Gottlieb Mueller     Curitiba, 16 de fevereiro de 1979.   

Entre Vilas, Hauer–Boqueirão 

Foto Acervo e Memoria do Colégio Estadual Gottlieb Mueller

Convite para a  Inauguração da Escola Estadual Gottlieb Müller em 16 de Fevereiro de 1979

Convite para Inauguração do Colégio Estadual Gottlieb Mueller, data 16 de Fevereiro de 1979, Documento Acervo da Memoria do CEGM. foto Digitalização Ronel

Dados Memorais Contidos no Acervo do Colégio Gottlieb Mueller

Discurso proferido pelo neto e representante da Família “Gottlieb Müller”

Sr. Secretário de Educação
Sr. Secretário da Indústria e Comércio
Sr. Prefeito
Sr. Presidente da FUNDEPAR
Autoridades presentes
Senhores, Senhoras e jovens.
Em nome dos descendentes de GOTTLIEB MÜELLER, alguns presentes nesta solenidade, nos cabe agradecer a este gesto, que muito nos emociona.
GOTTLIEB MÜELLER, como muitos o sabem, foi o pioneiro da Indústria Metalúrgica no Paraná, há 100 anos.
Em sua empresa promovia o aprendizado aos jovens, formando profissionais, e ainda dando assistência medica, muito antes da existência de órgãos competentes e capacitados que temos atualmente.
Por essa razão afirmamos que o seu esforço pioneiro, que foi para ele uma satisfação, se encontra hoje recompensado, com o seu nome neste estabelecimento de ensino.
Nos leva a crer que com esta sua atitude na época passada, jamais imaginou que seria honrado com tamanha glória.
Em nome de GOTTLIEB MÜELLER e seus descendentes o nosso,
Muito Obrigado!
Agradecimento no ato da inauguração
Por: ADOLFO OSMARIO MÜELLER


Solenidades de Inauguração do Colégio Estadual Gottlieb Mueller em 16 de Fevereiro de 1979
Foto Acervo do CEGM.



Fachada do Colégio Estadual Gottlieb Mueller, Foto Ronel Corsi 2013


Detalhe  de parte da fachada  do Colégio Estadual  Gottlieb Mueller,Ronel Corsi  2014
Detalhe da Sala de Administração do Colégio  Estadual Gottlieb Mueller em 2014. foto Acervo Ronel Corsi

HISTÓRICO DO PATRONO DO COLÉGIO ESTADUAL GOTTLIEB MUELLER




Patrono da Escola"Mueller"Companhia MarumbY Gottlieb  junto aos irmãos Mueller (hoje o local é o Shopping Mueller).


Documento Biográfico, que traz informações sobre o Patrono da Escola, Acervo Documental do Colégio  Estadual Gottlieb Mueller.





Propaganda para Exportação, Da Companhia Industrial Marumby, MUELLER & IRMÃOS


Fig 1 Homenagem  a 100 anos da  metalúrgica  Mueller & Irmãos  data de inauguração  inicio como ferraria 1878,

Fig 2 Homenagem ao fundador da Metalúrgica Mueller & Irmãos. Gottlieb Mueller , Nascido em 1843 e Falecido em   1902

Homenagem aos Alunos que adquiram bom empenho em todas as disciplinas de Estudos no Colégio Estadual Gottlieb Mueller no Ano de 2014, Acervo Pedagógico CEGM.












   

Atividades Artísticas dos Alunos no decorrer do Ano Letivo de 2014



Inspiração na logo marca DO COLÉGIO GOTTLIEB  MUELLER, Desenho Priscila do 9º Ano "B" 2014


Atividades Curriculares, Desenho Daielly Lazarrotto  7º Ano "B" 2014


                                               
                        Atividades Curriculares  em  Arte, professor Ronel, ano da Copa do Mundo de 2014
                                              



Atividades Curriculares, Desenho kaiane dos Santos Vieira   7º Ano  2014



Atividades Curriculares, Desenho Alana Veiga de Ramos   7º Ano  2014
















 

domingo, 27 de abril de 2014

PORTFÓLIO e AVALIAÇÕES


Amarrações de sentidos portfólio poderá ser o documento das descobertas. Ele tem essa virtude,pois faz o aluno assumir um posicionamento e buscar aquilo que lhe interessa,bem como o que deveria. Analisando a história de quatro edificações arquitetônicas escolares do inicio do século 20,clicando link exposto para textos comentários e video 1903- (Grupo Escolar Xavier da Silva), 1906( Grupo Escolar Cruz Machado) 1922- Instituto de Educação Professor Erasmo Pilotto, inaugurado em pleno centenário da Independência do Brasil, bem como outra edificação escolar de 1928- (Grupo Escolar D.Pedro II), contendo cinco plantas distribuída pelos outros estados do Brasil. Depois uma edificação de estilo Neo-colonial na década de 40- (Colégio Estadual Lysimaco Ferreira da Costa), também duas arquiteturas escolares acompanhando o progresso de Curitiba, e seu plano piloto, para estruturas dos bairros e centro da capital (Teatro Guaira e Biblioteca Pública), bem como projeto do Centro Cívico, trazem junto arquitetos acompanhando o estilo da modernidade a Curitiba, na década de 1950, surgindo o novo Edifício para o Colégio Estadual do Paraná e o (Colégio Estadual Tiradentes). Grandes escritores, nossa proposição de portfólio pensam no texto e na imagem, como ilustrações. Os textos devem ter a cadência da literatura, da narrativa, contando o projeto a partir do documentário sobre as sete escolas tombadas em Curitiba pela Coordenação do Patrimônio Cultural do Estado do Paraná.também vale apena conferir as Espirais do Tempo. O livro registro dos alunos na escola, com desenhos, fotografias, anotações e textos tematizados foram executados ora individualmente, ora em grupos.Pelo conjunto das turmas do 9ª Ano A, B, C,do Colégio Estadual Gottlieb Mueller,abrindo espaço para as impressões pessoais através de leituras de mapas,registros de fotografias,desenhos e atividade tridimensionais na elaboração de maquetes do próprio estabelecimento e noções de medidas e escala.Tambem perceptivos ao espaço da midia e registros e documentários da Gazeta do Povo. Sobre maquetes e memórias "Pesquisar acervos escolares não é tarefa para amadores. É preciso ter paciência de Jó para enfrentar a resistência de professores – temerosos de sumiços e do que vai ser feito dos seus tesouros reunidos semestre após semestre. O historiador da UFPR Marcus Levy Bencostta, 48 anos, bem o sabe.[...] Primeiro, ele investigou fotos de colégio, verdadeiros rituais na aurora das nossas vidas. Bateu em muita porta e levou corridão. Há uma década foi a vez dos espaços – em especial grupos escolares da Curitiba do final do século 19 a meados do século 20. O trabalho liderado por Marcus já inspirou nada menos do que cinco doutorados e quatro mestrados na área da Educação, um grupo de estudos local e firmou o nome do pesquisador no circuito nacional de memória escolar. Uma das idealizadoras do projeto paranaense é sua ex-aluna Maria Helena Pupo". Em meio a tanto respaldo acadêmico, impossível não prestar atenção numa estratégia irresistível da turma de Marcus – o grupo moldou maquetes das escolas mais antigas da cidade, entre elas, várias desaparecidas ou modificadas, como a Oliveira Bello, a Carvalho, Professor Cleto e a Tiradentes,O efeito sobre o espectador é imediato – quer brincar de escolinha. O resto vem por acréscimo: quer-se entender a mentalidade que se esconde por trás daquelas colunas e brasões. Videos mencionados o qual relacionamos ao professor historiador da UFPR Marcus Levy, "Lugares de Memória"sobre Arte e Narrativa da artista plástica Fayga Ostrovwer, bem como videos que destacam o Colégio Xavier da Silva em documentário pela Arquiteta Elizabeth Amorim, bem como outro documentário vídeo da Gazeta Povo, contando a história do Instituto de Educação do Paraná Erasmo Pilotto e a iniciativa Governamental estadual, para com os cuidados necessários para os bens tombados. O Grupo Escolar D.Pedro II, e o moderno Colégio Estadual do Paraná bem como seus objetos, vitrais, adornos, obras de arte que compõe suas pinacotecas. Outros videos sobre a Cartografia, sobre os satélites, sobre o mapeamento via internet Google Maps e GPS. Detalhes do entorno dos Colégios, destacam na produção artística as praças (Manoel Eufrásio Correia) e a (Praça 19 de Dezembro)(Pracinha do Batel-entorno do antigo Grupo Escolar Cruz Machado),entre outras. Bem como as Escolas Visitadas em loco detalhamento especificados pelos alunos, detalhes da arquitetura, dos objetos, mobiliários e narrativas e as comemorações da comunidade,Através do desenvolvimento e mediação das leituras estéticas enfatizando os bens patrimoniais das escolas levantadas e os processos discursivos e artístico existentes: dos edifícios, mobiliários e o que os objetos ou as suas pinacotecas “querem dizer”. As edificações escolares tombadas e os monumentos do Paraná merecem ser estudados sistematicamente pois são expressões de diferentes décadas, são representações, manifestações políticas e concepções culturais da sociedade paranaense. Conforme cita Giulio Carlo Argan (1992, p.244), tendo em vista uma perspectiva histórica das cidades. [...] os monumentos urbanos tinham razão não apenas comemorativa, mas também didática: comunicavam a história das cidades, mas comunicavam-na em uma perspectiva ideológica, ou seja tendo em vista em desenvolvimento coerente com as premissas dadas. links que contam a historia de cada Colégio mapeado pelos alunos, trazem a memória de outras gerações, e a historia da Cidade.Uma preciosidades,não muito expostas ao publico,pelo motivo de localiza-se na parte interna da edificação,concluída por um artista paranaense Poty lazarroto, um monumental painel que encontra-se no Centro Cívico Palácio Iguaçu sede do Governo do Estado.Outras preciosidades como no Colégio Estadual do Paraná, a obra fundação de Curitiba, do Artista Paranaense Theodoro De Bona, Outra obra que encontra-se no Instituto de Educação Professor Erasmo Pilotto, tratando-se do tema Independência do Brasil, Obra Cópia de Pedro Américo Independência ou Morte, Releitura de Guido Viaro.Estas citações são detalhes, percorridos pelo professor e alunos, também destacam-se outras obras acervos de pinacotecas dos colégios estaduais tombados de Curitiba e por outros do Estado Paraná. Valorizando processualidades Os portfólios, anotações escritas pessoais, bem como em pendrive, registros de fotografias,em CD e toda a história vivida foram avaliados. Como experiência pessoal e cultural, o que os alunos estudaram, o que puderam compreender das relações entre arte cultura e cartografia, entre a história e a produção artística, o que repetiriam novamente e o que descartaram, e como procedeu a interdisciplinaridade. Além de uma boa conversa sobre estes aspectos, também é possível avaliar o envolvimento dos alunos e as proposições pedagógicas. O que você não faria novamente? O que valeria ter tido mais tempo para concretizar? Essa avaliação pode ajudá-lo em novos projetos. Poderemos aqui citar que existe um artigo, cujo qual é titulo deste site, o qual trata da execução e a passagem do PDE 2013,em destaque no portal dia a dia educação,em cadernos,busca produções PDE 2013,Artigo Ronel Corsi Veja Mais Mapeamento e Leituras Estéticas da Memória dos Colégios Estaduais de Curitiba. Também logo abaixo destacamos o link para a Produção Pedagógica, implantada para os alunos do Colégio Estadual Gottlieb Mueller em Curitiba. Grato Professor Ronel Corsi, Professor PDE, Arte 2013,Secretaria de Educação do Estado do Paraná. Veja mais Produçao Didático Pedagógica implantada no CEGM



 

TROCA DE IDEIAS

Veja Texto que destaca a Historia Sobre a Associação Irmãos& Mueller  

Curiosidade sobre o Patrono Gottlieb Mueller, quem foi ele?

Tem conteúdo no site da escola, sobre sua história?


No inicio do Século 20, proprietários e funcionários da primeira industria metalúrgica do Paraná parecem abrir alas para a passagem de um casal de negros. Chapéu,colete, paletó e gravata eram indispensáveis no figurino masculino da época.



Fig.Cena.de Confraternização entre funcionários e proprietários da Metalurgica Marumby dos Irmãos Mueller.
Fonte: Gazeta do Povo, Edição Curitiba 309 anos, 2002.



RESPONDA, depois da leitura da imagem acima. 


1. Ela é uma imagem atual ou antiga? Por quê?

2. Como são as roupas das pessoas que estão na foto? Faça a descrição do vestuário feminino, masculino e das crianças. Essas roupas se aproximam das roupas que usamos hoje? Você se vestiria assim? Em que ocasião?

3. O que será que estas pessoas fazem aí?


4. Você reconhece o local onde estão as pessoas ? Será de algum edifício de Curitiba? Qual?



  


A fundição Mueller, que em 1913 adotou a marca Marumby para seus produtos, começou em 1878 como mecânicas e ferraria, fundada pelo empreendedor alemão Gottlieb Mueller no antigo caminho do Assumguy (hoje Rua Mateus Leme). 

Com os empregados a indústria se antecipou as leis trabalhistas.Na produção, vendida e exportada em massa, foi múltipla desde modestos ferros de passar a brasa, fogões a lenha e estufas, até peças de mobiliário urbano como postes para a iluminação publica com detalhes e desenhos e relevos caraterísticos  da art- noveau.

Desde 1983 até hoje o local onde era a industria funciona o Shopping Mueller, nome dado em homenagem a fabrica dos irmãos Mueller.com detalhes desenhos e relevos  característicos 

Procurando Respostas, 

observação clicar  no link abaixo intitulado Paço da Liberdade, encaminhamento para sua pesquisa.

Caros e Caras Respondam em seu cadernos diários,depois de uma rápida pesquisa, anotem observem imagens relacionadas a art noveau. 

Se possível imprima e cole  imagens em seu diário, relacionado  a edificações que trazem características da art-noveau. por exemplo em Curitiba, temos como exemplo o Paço da Liberdade, o qual foi na antiguidade o local da Prefeitura de Curitiba. 

Após clicar no link acima vejam com atenção as novidades e procure o titulo detalhado abaixo * Anote em seu caderno diário.  

NARRATIVAS QUE CONTEMPLAM, A ARTE DO EDIFÍCIO

Também pesquisem sobre objetos, como exemplos postes os quais mostram em detalhes e adornos da art-noveau.



  • Gottlieb Mueller e irmãos, faziam propaganda de sua industria, chamada Marumby, onde fabricavam ferramentas e máquinas, até mesmo importavam. no site abaixo você poderá perceber um calendário publicado em linguagem alemã 
  • ( Gottlieb Mueller, em 1929, encaminha para a Alemanha a propaganda de sua empresa).

         

Fig. Fotografia tirada de um calendário publicado em linguá alemã em 1929, Imagem enviada por Sr. Francisco Lucas para o site Curitiba Antiga.


Clicar abaixo para ver imagem em tamanho maior e texto com mais detalhes sobre a Companhia Industiral Marumby, no site Curitiba Antiga


Outra imagem e propaganda, Mueller & Filhos


CURIOSIDADE 


CONFORME TEXTO E MISTÉRIO A SEGUIR

   Transformações urbanas não são novidades no dia a dia de uma grande cidade como  Curitiba, principalmente. Justificadas pelo progresso, pelo desenvolvimento e pelo conforto da população muitas vezes resultam em perdas referenciais e afetivas de seus moradores. Nada que um pouco de sensibilidade e persistência não possam, quando possível ou por sorte, resgatar e devolver a seu devido lugar, ou para um lugar público como a Escola que recebeu o nome como homenagem.



Disponibilizado de Noticias do Legislativo de Curitiba,Datado:26/05/2009 - 12:33:45

Identificado busto do Museu do Lixo

O vereador Tico Kuzma (PSB) conseguiu desvendar um mistério. Ao visitar a Usina de Valorização de Rejeitos, em Campo Magro, administrada pelo Instituto  Pró-Cidadania de Curitiba, o parlamentar encontrou, no Museu do Lixo, um busto sem identificação. A única informação era que a peça  tinha sido recolhida pelos caminhões da prefeitura. Depois de dois meses de pesquisa, descobriu-se que o busto é de Gottlieb Müller, o fundador da Metalúrgica Müller.A busca por informações começou em março, quando Kuzma visitou o Museu do Lixo, espaço reservado para reunir objetos de valor e interesse histórico recolhidos pelos caminhões do Lixo que não é Lixo e do programa Câmbio Verde, da prefeitura. Após a publicação da foto num jornal da cidade, Carlos Alberto Brantes e Rosy de Sá Cardoso, do Instituto Histórico e Geográfico, conseguiram identificar o busto, seguindo informações do ex-prefeito e atual presidente da Cohapar (Companhia de Habitação do Paraná), Rafael Greca.Novo mistério O busto de Gottilieb Müller (Aarau/Suíça 1843 - Curitiba 1902) é uma das duas cópias do original em bronze confeccionado em 1908 (as réplicas são de 1978). Uma das peças foi colocada na entrada do Shopping Müller e outra na entrada da metalúrgica, na Rua Wenceslau Braz, onde hoje funciona o Marumbi Expo Trade. Os bustos se perderam e agora surge novo mistério: "Se a peça encontrada é a cópia do Müller ou da fábrica", questiona Kuzma.Gottlieb Müeller chegou em Santa Catarina, mas foi no Paraná que se estabeleceu e, em 1878, marcou o inicio da indústria metalúrgica paranaense, fundando a Metalúrgica Müeller na Rua Mateus Leme, esquina com Barão de Antonina, onde hoje é o Shopping Müeller.PrecursorSegundo Kuzma, "além de homem de notável cultura e grande visão tecnológica, promovia em sua empresa o aprendizado dos jovens, proporcionando-lhes formação profissional, e prestava assistência médica aos empregados muito antes da existência de órgãos prestadores desses serviços, sendo assim, o precursor da Previdência Social no Brasil."