domingo, 18 de dezembro de 2016

Histórico de Localização?

O que é o Histórico de Localização?
Quando você faz login nos dispositivos, o Histórico de Localização cria mapas particulares dos lugares em que você esteve para mostrar informações úteis, como previsões automáticas de deslocamento diário e resultados de pesquisa aprimorados.  Acervo da Escola, bem como fotos relacionada ao projeto de Mapeamento e apresentação de atividades dos Alunos do Colégio Estadual Gottlieb Mueller: Memória

 Google Maps

sábado, 26 de novembro de 2016

Pelo Telefone (1916)


Enviado em 26 de jan de 2011
Antes de "Pelo Telefone" (apenas a música) ser registrado na Biblioteca Nacional, em 1916, por Ernesto Maria dos Santos (Donga) com o gênero de "samba", pelo menos dois outros sambas já haviam sido gravados: "Em casa de baiana" (Alfredo Carlos Brício, 1913) e "A viola está magoada" (Baiano, 1914). "Pelo Telefone", entretanto, fez mais sucesso e fixou o nome "samba" como um dos gêneros centrais da música popular urbana no Rio de Janeiro.
Na realidade, o que se cantava nas casas das tias baianas, como Ciata, eram lembranças de festas nordestinas, intercaladas com improvisos de momento, verdadeiras colchas de retalho melódicas. Quase nada tinham em comum com o que hoje conhecemos como samba.
O mote que deu origem à letra cantada por Bahiano e fixada em cera na Casa Edison, em 1916, dizia respeito à polêmica proibição dos jogos de azar pelo chefe de polícia Belizário Távora ocorrida três anos antes e à cobertura jornalística dada ao caso pelo jornal A Noite, cuja redação estava localizada no Largo da Carioca. Dois repórteres instalaram uma roleta na calçada em frente à porta do jornal e documentaram a jogatina, com intuito de desmoralizar a nova lei.
Não só os jogos de azar eram perseguidos pela polícia. Manifestações populares, sobretudo as dos ex-escravos e seus descendentes, sofriam o mesmo tipo de repressão, conforme o documento datado de 25 de setembro de 1918, assinado pelo então chefe de polícia Aurelino Leal:
"Providências para a Festa da Penha. Uma força da Brigada Policial composta por 10 praças de infantaria e 6 de cavalaria seguindo uma outra de 30 praças de infantaria e 20 de cavalaria. Recomendo-vos, outrossim, que absolutamente não permitais o divertimento denominado "Samba", visto que tal diversão tem sido a causa de discórdias e conflitos." (Arquivo Nacional, Ijj6-678)



sábado, 29 de outubro de 2016

Os Mistérios do Jardim do Éden (Dublado) Documentário

Publicado em 5 de jul de 2015
Sinopse: O Jardim do Éden, para quem crê na Bíblia é o lugar onde Deus criou o homem, seja como for os primeiros capítulos da bíblia, influenciaram toda a civilização ocidental. Seria o Éden mais do que uma simples lenda? Descubra agora nesse documentário completo e cheio de controversas.

Os Mistérios do Jardim do Éden (Dublado) Documentário Completo .

terça-feira, 27 de setembro de 2016

PAISAGEM DE MENINOS (PARTE 01/03)

Publicado em 1 de abr de 2010
SINOPSE: Numa cidade do interior do Brasil,(provavelmente em Castro Paraná) nos anos 30, cinco meninos tentam superar um grande obstáculo que pode impedi-los de assistir ao último capítulo de um seriado de aventuras, Haroldo, o Homem Relâmpago, ansiosamente aguardado durante semanas.

PRODUTOR ASSOCIADO: GIL BARONI ( WG7BR)
DIREÇÃO: FERNANDO SEVERO
ROTEIRO: EDSON BUENO e FERNANDO SEVERO
ESTRELANDO: DIEGHO KOZIEVITCH, VLADIMIR BRICHTA, LEONARDO MIGGIORIN, GUILHERME WEBER, 

SILVIA MONTEIRO e EDSON ROCHA

ANO DE PRODUÇÃO 2003

wg7br.com

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

DIA NACIONAL DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Publicado em 17 de ago de 2016



O IPHAM criado em 1937. Hoje juntamente a comemoração faz-se homenagem ao aniversario do Rodrigo de Mello Franco, o pai do Ipham, o qual contribuiu e foi o pioneiro nos anos heroicos,no momento do inicio da modernidade brasileira. Faz-se também uma comemoração ao patrimônio mundial,reconhecendo o papel preponderante do Ipham na preservação patrimonial material e imaterial da nação brasileira..










sábado, 4 de junho de 2016

Colégio Estadual do Paraná - Memórias de um Gigante

Publicado em 20 de jan de 2015
Vídeo institucional que visa resgatar a história do maior e mais antigo colégio do Estado do Paraná - CEP.

"Ele é gigante mas, cabe em nossos corações". #Sou+CEP





Veja Também fotografias que registram  atividades do dia a dia do Colégio Estadual do Paraná

Veja Fotos Flickr

Colégio Estadual do Paraná - Memórias de um Gigante

Publicado em 20 de jan de 2015
Vídeo institucional que visa resgatar a história do maior e mais antigo colégio do Estado do Paraná - CEP.

"Ele é gigante mas, cabe em nossos corações". #Sou+CEP





Veja Também fotografias que registram  atividades do dia a dia do Colégio Estadual do Paraná

domingo, 1 de maio de 2016

CURITIBA PESSOAS FOTOS E HISTÓRIA

Publicado em 16 de fev de 2016
Neste vídeo são apresentadas fotos que ilustram a vida e a sociedade curitibana nas primeiras décadas do Séc. XX. As fotos foram obtidas na Internet e no grupo do Facebook Antigamente em Curitiba. Algumas fotos passaram por uma edição para melhorar a qualidade da imagem e outras foram colorizadas.



Veja Aqui! Curitiba Passado e Presente

           Veja Aqui! fotos inéditas e interessantes

            Veja Aqui! Ornamentos  Urbanos 

sexta-feira, 29 de abril de 2016

As aventuras do Barão de Suruí Colégio Estadual do Paraná



                              

Pintura de Ricardo Koch,datada de 1969, destacada no lado superior direito da ilustração abaixo, faz parte do acervo da pinacoteca localizada no auditório do Colégio Estadual do Paraná,representação da pintura a óleo sobre tela retratando  o  Barão do Suruí.




                             Acervo e curso capacitação sobre a memória do CEP,Foto montagem,Ronel Corsi 2010



Observações: O Engenheiro e Artista, Ricardo Koch, foi professor do CEP, época da elaboração da obra em 1969. Inspirou-se na historia, para desenvolver a pintura,   que intitula a certidão de nascimento do Colégio Estadual do Paraná preservada pelo  tempo na memória trazida pelo cidadão (  Barão do Suruí)  que aprovou o projeto de lei para a construção  dos   Lycêos  de Ensino: O Lycêo  de Corytiba e  Lycêo  de Taubaté. 

O atual  Colégio Estadual do Paraná foi inaugurado no dia 29 de março de 1950 na presença de várias autoridades. O colégio representa a continuidade do tradicional Lycêo de Corytiba, fundado em 1846.


Veja abaixo o Vídeo Publicado em 15 de abr de 2016  Curta produzido pelo Setor de Comunicação do Colégio Estadual do Paraná.
  •                                                                                                              


 


Veja aqui! Aula de Campo: Ocorrrida em 2014 no CEP


veja aqui! 
 Repensar a Educação, Unesco rumo ao bem comum mundial! 



 Museu da Escola




quarta-feira, 27 de abril de 2016

DI CAVALCANTI

Enviado em 17 de out de 2008
A arte de Di Cavalcanti apresentada com a música "Vai Passar" de Chico Buarque.
  • Categoria

  • Licença

    • Licença padrão do YouTube

quarta-feira, 30 de março de 2016

´Paço da Liberdade


                                                   
Clicar sobre a foto abaixo para aula de campo no Paço da Liberdade em  Educação para o Patrimônio Cultural em 2014.



Veja  O Antigo e Novo de Curitiba        Veja aqui!  Portifolio, material gráfico de Desenhadores de Rua

Veja Aqui por Susan Blum Moura Fotos destacam em detalhes o Paço da Liberdade


No dia 24 de fevereiro de 2016, o Paço Municipal (atual Paço da Liberdade) completou 100 anos. O prédio foi sede da prefeitura e da Câmara de Curitiba por quase cinco décadas. Na semana do aniversário de Curitiba, o projeto Nossa Memória conta a história dessa que é uma das construções mais importantes da cidade. Antes dela, entretanto, outras edificações foram erguidas com a finalidade de sediar o poder municipal.
                              



 Vista de como era  o local antes da construção da edificação "Art  Nouveau", existia o Mercado Municipal, destacando na foto sua fachada e os antigos carroções transporte da época, com certeza trazendo e transportando alimentos.Foto Acervo Paço da Liberdade.

.


O prédio do paço ainda em construção – envolvido pelas paredes do antigo mercado que existia naquele local desde 1874. (Foto: Prefeitura de Curitiba)  o interessante desta foto, a observação da fachada do mercado ainda intacta permanecendo até o termino da construção e posteriormente  colocaram -a  abaixo ( demolida). 







O prédio do Paço Municipal em 1916. No primeiro andar ficava a prefeitura e, no segundo, a Câmara. (Foto: Arthur Wischral/acervo Paulo José da Costa)





Vista aérea da praça Generoso Marques, com o prédio do paço ao centro. (Foto: acervo Cid Destefani)



Cândido Ferreira de Abreu, prefeito de Curitiba que implementou os Melhoramentos. (Foto: Prefeitura de Curitiba)



Cândido de Abreu 


A equipe que compunha a Comissão de Melhoramentos em 1913. (Foto: acervo Cid Destefani)



A população deslumbrada observa uma compressora. (Foto: acervo Cid Destefani)



Avenida João Gualberto, Rua do Colégio Estadual do Paraná com destaque para a “Casa das Ferraduras”, residência de Cândido de Abreu. (Foto: acervo Cid Destefani)




Diagrama da fachada frontal do prédio. Chamam atenção os detalhes “Art Nouveau”.(Foto: acervo “As virtudes do Bem Morar”)


A imagem do Paço se tornou emblemática e, desde a sua fundação, passou a figurar em inúmeros cartões-postais. (Foto: Reprodução da internet)




Veja Mais

Veja site de


domingo, 20 de março de 2016

quinta-feira, 17 de março de 2016

Iluminuras Medievais

Publicado em 31 de jan de 2013
Vídeo educativo sobre as ilustrações dos livros medievais com a arte da iluminura.

domingo, 6 de março de 2016

Mapeamento de imagens e palavras





                            

fotografia Ronel Corsi



Fórum: Elaborando uma discussão teórica

Parte superior do formulário
Modo de visualização
Parte inferior do formulário
Parte superior do formulário
Parte inferior do formulário

Diante da formação dos conceitos de memória social
por RONEL CORSI - quinta, 10 Set 2015, 14:37

O Patrimônio cultural, material e imaterial depende da compreensão e do reconhecimento da
importância do espaço físico da escola, do seu entorno, na cidade, e no
significado para as pessoas. Como se refere ARGAN (1992, p.244).
[...] sem esses pontos de concentração e irradiação cultural,
não é concebível até hoje, nenhuma forma de organização do
ambiente. (ARGAN, 1992).
ARGAN, G..C. História da arte como história da cidade. São Paulo: Martins
Fontes,1992
 Para entendermos a cultura de todos os lugares do mundo, muitas vezes em nossas aulas no passado, destacados como folclore, nas expressões e modo de comunicação dos povos, suas histórias, modos de construções, o jeito de preparo dos alimentos, do modo que rezam, nas confraternizações sociais, no processo do fazer e criar e o modo dinâmico e vivencia de todos os povos, criados e recriados no presente.
Entende-se por cultura todas as ações por meio das
quais os povos expressam suas “formas de criar,
fazer e viver” (Constituição Federal de 1988, art.
216). 
Re: Diante da formação dos conceitos de memória social
por CLAUDINEI RODRIGUES - sexta, 11 Set 2015, 21:56

 Um dos maiores desafios encontrados pelo professor da atualidade é demonstrar ao aluno o quanto a disciplina com a qual trabalha é essencial para sua formação tanto pessoal quanto profissional. Este problema muitas vezes, é fator desencadeador de indisciplina. Após quinze anos atuando como professor de história no ensino público e particular crê ser minha missão motivar os alunos em relação à história, para que percebam como ela está presente no seu cotidiano.  Acredito que se o aluno tivesse clareza em relação a esta necessidade seria muito mais fácil contribuir para a formação da consciência histórica nos cidadãos que estão em sala.
 
Re: Diante da formação dos conceitos de memória social
por RONEL CORSI - sábado, 12 Set 2015, 03:07

Certamente professor Claudinei, a conscientização, e o modo dos alunos se portarem a educação, bem como as influencias midiáticas, celulares e outros, são fatores que extrapolam  em nossa realidade. Em uma das aulas de arte, estávamos discutindo o dia 7 de Setembro, tomando por base o Livro de Arte http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/livro_didatico/arte.pdf pag. 216 Com o Titulo QUE PAIS É ESSE, o qual poderá recorrer a musica de composição e interpretação Renato Russo, Legião Urbana. 
Que país é esse?
Quando passeamos pelas ruas de nossa cidade, dificilmente pensamos na origem dos nomes das lojas nos letreiros. Qual  é a origem destes nomes?
E as marcas de roupas e tênis que usamos? São nacionais ou internacionais? Por que preferimos usar as marcas importadas?
Preferimos “aquele” tênis famoso e original, vindo de outro país, quando
aqueles fabricados no Brasil têm a mesma qualidade?
Essa preferência por coisas estrangeiras se reflete também na forma
como os jovens se cumprimentam. Quais expressões os jovens usam
no dia-a-dia?
Pedi para 5 alunos fossem a frente, e fizessem alguns comprimentos conforme discorre o assunto da pagina 216  do livro, mesmos antes de se ler, e os alunos não saberem o porque, certamente não foi diferente, o modo de cumprimentar-se semelha-se ao jogadores de basquete dos Estados Unidos, bem como o modo de se vestir de nossos alunos, os agasalhos de frio, o boné e o tênis, todos com marcas de publicitárias que relacionam a um outro lugar, bem distante da realidade de cada aluno ali presente. Não referencia  nem um pouco a autonomia brasileira, ou melhor a independência do Brasil.
Para todos que representam as forças políticas brasileira, precisam de dialogo, diante dessa nação importante para a América Latina, Necessitamos de Democracia.

Enviado em 23 de jul de 2011